Art Beauty Center

Acne entre adultos e adolescentes

O que você precisa saber?.

Muitos são os efeitos que a pandemia tem causado na saúde da população. Não é apenas a Covid-19, condições relacionadas ao estado emocional e aos novos hábitos e estilo de vida têm chegado aos consultórios médicos com frequência. Por aqui, já falamos sobre a queda capilar, tanto em pacientes que se infectaram com o novo Coronavírus, quanto naqueles que não apresentaram o quadro. Agora, vamos abordar outro tema muito recorrente, que é a acne entre adultos e adolescentes.

Desde que a pandemia começou, em março de 2020, cresceu consideravelmente o número de pacientes em busca de tratamento médico para lidar com as temidas espinhas que não param de surgir. O estresse emocional e, inclusive, físico, é uma das principais causas para esse efeito colateral na pandemia. De certa forma, podemos entender a acne como uma resposta da pele à saúde emocional que anda debilitada nos últimos tempos.

E essa é uma explicação científica: em situações de estresse, o organismo produz um hormônio capaz de liberar a corticotropina, causando uma alteração nos níveis de cortisol no paciente. Com o cortisol aumentado, as glândulas sebáceas são ativadas, estimulando a produção da oleosidade natural da pele. Em pacientes mulheres, existe ainda um aumento significativo na produção de androgênio durante os quadros de estresse. Esse hormônio também está relacionado ao surgimento de espinhas.

1.jpg

Alterações no estilo de vida e a maskne

Com mais tempo em casa, é inegável que os hábitos alimentares sofreram alterações desde o início da pandemia. Em geral, essa situação também pode estar relacionada às questões emocionais, quando o consumo de alimentos ricos em carboidratos, gorduras e açúcares se torna uma espécie de refúgio para lidar com a nova situação. Esse tipo de alimentação interfere diretamente na produção hormonal e, consequentemente, na produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

Outro fator comportamental tem relação aos cuidados para evitar o contágio com o novo Coronavírus. A máscara se tornou um acessório indispensável e deve ser utilizada durante todo o tempo fora de casa ou na presença de outras pessoas. No entanto, ela também está relacionada ao aumento dos casos de acne entre a população e essa situação, inclusive, vem sendo chamada de maskne (uma junção entre as palavras máscara e acne). Acontece que a máscara causa um abafamento na região inferior do rosto, aumentando a produção de suor e sebo, o que, como sabemos, é propício para o surgimento das espinhas.

Adultos e adolescentes não estão livres da acne

O período da puberdade, fase de mudanças hormonais e corporais que ocorre na adolescência, é conhecido por estimular o surgimento das espinhas nos jovens. Porém, este quadro tem se acentuado durante a pandemia e a relação com os aspectos que mencionamos acima é determinante. Da mesma forma, os adultos têm observado o aumento dessa condição dermatológica, ligando um sinal de alerta importante sobre os efeitos da pandemia. Tanto em homens quanto em mulheres, as espinhas têm causado grandes incômodos, influenciando na autoestima e qualidade de vida.

Quem está sofrendo com os efeitos da acne durante a pandemia deve procurar um médico dermatologista para uma avaliação individualizada. Essa condição pode ser tratada e os resultados costumam ser muito positivos. No Art Beauty Center, contamos com profissionais qualificados e preparados para oferecer os melhores tratamentos para você. Agende a sua consulta agora mesmo!

Fale conosco!

Envie uma mensagem e responderemos o mais rápido possível.

Venha Conhecer
São Paulo
Uberaba